ProfEPT marca presença no 8.º Forint

por Sofia Lampert publicado 29/11/2019 18h50, última modificação 03/12/2019 15h31
registrado em:
No próximo ano, há perspectiva de que mais estudantes do mestrado ProfEPT participem do evento

O Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) começou a ser ofertado pelo Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV/IFRR) neste ano. As aulas da primeira turma iniciaram-se em agosto. Mesmo assim, durante o 8º Forint, algumas mestrandas apresentaram ao público estudos já realizados, por meio da apresentação de banner, que devem ser aprofundados no decorrer do curso.

Entre elas estava a pedagoga Patrícia Paiva.  Coordenadora pedagógica da Prefeitura Municipal de Boa Vista, ela desenvolve trabalho na área de iniciação científica para estudantes do ensino fundamental da rede pública municipal. Apresentou ao público parte do resultado do projeto “A minha tampinha vira arte”, desenvolvido na Escola Municipal Maria Gonçalves Vieira. No mestrado, pretende estudar o interesse dos alunos do nível médio nos programas institucionais de iniciação científica, principalmente o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (Pivict).

A mestranda falou da importância de dialogar com a comunidade o que é tratado no âmbito acadêmico. "É importante participar de um evento como este que alia os saberes do dia a dia com o conhecimento científico. É uma grande oportunidade de mostrar ao público aquilo que talvez desconheça por estar distante da academia”, disse.

Outra estudante que expôs trabalho por meio de banner foi a psicóloga Gisele Garcia. Ela apresentou “Um ensaio acerca do suicídio: o sofrimento psíquico está entre nós”, que tem como orientadora a professora Ana Aparecida Vieira de Moura. O estudo aborda um tema delicado, mas necessário, diante do atual contexto, em que muitos jovens se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Gisele explicou que "é importante trazer as temáticas que estão sendo discutidas no ProfEPT, que vão além do lugar comum, com temas transversais relevantes para a sociedade”. No caso específico dela, questões das áreas de saúde e educação.

Além de Gisele e Patrícia, outra mestranda do ProfEPT que participou do fórum foi Jéssika Costa. Ela fez a exposição, em parceria com Alexandra Marçulo, doutoranda em Psicologia pela Universidade Salgado de Oliveira (Universo), de um trabalho sobre a importância da família no contexto escolar. Ambas são professoras substitutas do IFRR. Por meio de estudos que envolveram 75 discentes e professores do CBV, mostraram que o envolvimento da família com a instituição faz toda a diferença para o desenvolvimento do aluno no ambiente escolar.

No próximo ano, há perspectiva de que mais estudantes do mestrado ProfEPT participem do evento. As pesquisas dessa turma já estarão mais consolidadas e, além disso, em breve deve abrir edital para nova turma de 2020.

ProfEPT – Coordenado pelo Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), o ProfEPT é ofertado pelas instituições que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Na última edição, foram abertas 906 vagas nacionalmente, sendo 22 para Roraima. Outras informações sobre o programa estão disponíveis no site https://profept.selecao.net.br/.

 

Sofia Lampert
Fotos: Nenzinho Soares
Ascom/Reitoria
29/11/2019
« Dezembro 2019 »
month-12
Do Se Te Qu Qu Se Sa
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
  

 

inscreva_se aqui 2017_1