Mais de 740 pessoas inscritas no 8.º Fórum de Integração do IFRR

por Bruna Dionísio Castelo Branco publicado 28/11/2019 16h40, última modificação 03/12/2019 15h24
registrado em:
O 8.º Forint ocorre nos dias 28 e 29 de novembro, no Campus Boa Vista Zona Oeste (CBVZO)

O 8.º Fórum de Integração: Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação Tecnológica (Forint), que ocorre nos dias 28 e 29 de novembro, no Campus Boa Vista Zona Oeste (CBVZO), contabilizou a inscrição de 744 pessoas pelo site e 264 trabalhos.  O tema deste ano é “IFRR: Ciência, Tecnologia e Inovação no Fomento da Inclusão Socioeconômica e do Desenvolvimento Sustentável”.

Só as caravanas dos campi do interior, incluindo servidores e estudantes, totalizam 35,21% dos inscritos no evento: Amajari (92), Novo Paraíso (120) e Bonfim (50). Pelo Campus Boa Vista, o mais antigo e o maior da instituição, estima-se a participação de 200 alunos e servidores. O Forint é considerado o maior evento técnico-científico do IFRR.

Abertura do VIII Forint: maior evento técnico-científico do IFRR
Abertura do VIII Forint: maior evento técnico-científico do IFRR

Durante os dois dias, o fórum terá programação cultural, com apresentação de trabalhos desenvolvidos nas unidades do IFRR na área de arte e cultura. Serão 8 minicursos, 3 oficinas e 2 palestras, além da apresentação dos trabalhos desenvolvidos em programas institucionais.

Na solenidade de abertura, as falas dos gestores sobre os desafios e a superação para a realização do evento no CBVZO foram  destaque e, em certos momentos, até emocionadas, como a presidente da Comissão Organizadora do 8º Forint, professora Mariana Silva.  O CBVZO é a unidade mais nova da instituição e está em processo de expansão das suas instalações.

“Tivemos muitos desafios relacionados ao campus e à estrutura que a gente conseguiu montar. Mas acreditamos que o fórum é um espaço importante para a divulgação dos trabalhos de alunos e de servidores, e estamos aqui para melhor receber. Nossa fala é de agradecimento aos nossos servidores, aos nossos estudantes e a todas as unidades do IFRR, e à Reitoria. Um especial agradecimento aos nossos alunos, que foram e são incansáveis, alegres. Muito obrigada a todos”, disse Mariana.

Professora Mariana Silva, presidente da Comissão Organizadora do evento
Professora Mariana Silva, presidente da Comissão Organizadora do evento

No discurso, a diretora-geral do CBVZO, Maria Aparecida Medeiros, frisou que, naquele momento, se passavam vários filmes em sua cabeça, sendo o primeiro a missão de receber o evento. “Aceitar o desafio foi o “Missão Impossível”, porque, quando foi dito que o Zona Oeste iria sediar o evento, tivemos que mostrar que isso tinha sido decidido em reunião, mas muitos falavam que era loucura”, relatou.

No entanto, para a diretora, essa era a oportunidade de as pessoas conhecerem não apenas as práticas pedagógicas, os bons exemplos, mas também vivenciarem o dia a dia da comunidade acadêmica, que recebe diariamente mais de 250 alunos e que enfrenta desafios como a falta de refeitório e auditório.

“Somos uma família, uma rede, e temos que trabalhar juntos para sobreviver. Temos excelentes profissionais e resolvemos topar o desafio. Então é o Fórum de Integração não só nas ações de apresentações dos trabalhos, mas também na integração de pessoas, de unidades. Que possamos perceber que, sozinhos, não fazemos nada!”, disse a diretora.

No gancho da fala sobre família, a reitora do IFRR, Sandra Mara Botelho, frisou, em seu discurso, que toda família tem situações difíceis para resolver, mas, com trabalho conjunto, disposição e garra, supera as dificuldades. Segundo ela, o mesmo ocorre com a instituição, que, com a contribuição de todos, conseguiu vencer os desafios e apresentar para a comunidade os trabalhos que realiza ao longo do ano.

Reitora Sandra Mara Botelho fala sobre a dedicação de servidores e alunos da instituição na realização de eventos como o Forint
Reitora Sandra Mara Botelho fala sobre a dedicação de servidores e alunos da instituição na realização de eventos como o Forint

Ela lembrou ainda que, em setembro, a Rede Federal completou 110 anos. Declarou que, em seu centenário, os IFs se mantêm inovadores por terem servidores abnegados, alunos envolvidos e uma comunidade que sente a diferença nos produtos, nos bens e nos serviços apresentados. “Temos uma marca forte e pessoal capacitado. A sociedade acredita em nós. Então é por isso que a Rede Federal é a transformação de vida. Sou convicta de que o Campus Boa Vista Zona Oeste fez e está fazendo uma enorme diferença nesta localidade, e isso é o mais importante. Que possamos aproveitar ao máximo as experiências que estão sendo possibilitadas pela mostra!”, disse.

Professora convidada Denise Machado Duran Gutierrez, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa)
Professora convidada Denise Machado Duran Gutierrez, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa)

PALESTRA – A professora convidada, Denise Machado Duran Gutierrez, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa-Manaus), onde atua desenvolvendo projetos de inclusão social por meio da socialização do conhecimento científico, ministrou, logo após a solenidade de abertura, a sua primeira palestra: “Tecnologias sociais sustentáveis voltadas para o desenvolvimento regional na Amazônia”. A segunda, que ocorre das 19h30 às 20h30, será sobre “Tecnologias sociais: potenciais e limites para inclusão social no cenário atual”.

 

Rebeca Lopes
Fotos: Nenzinho Soares
Ascom/IFRR
28/11/19
« Dezembro 2019 »
month-12
Do Se Te Qu Qu Se Sa
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
  

 

inscreva_se aqui 2017_1