“MALUCOS POR CIÊNCIA” – CBVZO promove lançamento de foguetes de garrafa PET nesta sexta-feira

por Bruna Dionísio Castelo Branco publicado 25/10/2019 14h53, última modificação 25/10/2019 14h53
Projeto coordenado por três docentes do CBVZO inclui alunos da Escola Militar Estadual Elza Breves de Carvalho

Em alusão à Semana de Ciência e Tecnologia, celebrada de 21 a 27 de outubro, ocorre, nesta sexta-feira, 25, no Campus Boa Vista Zona Oeste do Instituto Federal de Roraima (CBVZO/IFRR), a terceira ação do projeto de extensão Malucos por Ciência. Coordenado pelos professores Jonierisson Pontes, Pedro Panero e Armando Gomes, e executado pelos alunos Alessandro Sousa e Rayra Luzia, o projeto visa a maior aproximação de estudantes com a química e a física para despertar maior interesse pela ciência.

O projeto passou por três etapas. A primeira foi a realização de uma feira de ciências comemorativa à Semana do Meio Ambiente, em que as turmas do 1.º e 2.º ano do CBVZO construíram maquetes sobre o tema e fizeram apresentações para as comunidades interna e externa. A segunda foi a elaboração e a realização de uma oficina de experimentos químicos e físicos no IF Comunidade, que atendeu cerca de 80 pessoas.

A terceira, e última, cujo resultado será apresentado nesta sexta, 25, foi a ministração de um minicurso sobre construção e lançamento de foguetes de garrafas PET com competição ao término da atividade. A oficina, realizada para alunos do 9.º ano da Escola Militar Estadual Elza Breves de Carvalho, atendeu cerca de 20 estudantes, despertando nos participantes o entusiasmo pela ciência.

De acordo com o docente Jonierisson Pontes, ações do tipo permitem que os estudantes se interessem em estudar e desenvolver ciência. O professor conta que desenvolveu o projeto por dois anos consecutivos, quando ainda atuava no Campus Amajari, no norte do estado. Após a remoção para o CBVZO, convidou os docentes Pedro e Armando para dar continuação ao projeto também na Capital.

 “Com a diminuição da carga horária das disciplinas de Física e Química nos cursos técnicos integrados ao ensino médio, as atividades práticas foram diminuídas. Para isto o projeto surgiu: trazer novamente as práticas de química e física para o cotidiano dos alunos”, contou o docente.  “No final de cada ação, percebemos positivamente como os alunos atendidos ficam maravilhados e impactados pela física e pela química”, completou.

Estudantes do 9º ano da Escola Estadual Militar Elza Breves de Carvalho
Estudantes do 9º ano da Escola Estadual Militar Elza Breves de Carvalho

Ao incluir no projeto os estudantes da Escola Estadual Elza Breves, localizada no entorno do CVBZO, o professor revela que a intenção foi “cativar” esses estudantes, para que se tornem, futuramente, alunos do IFRR. “Queremos que, quando esses alunos chegarem ao ensino médio, possam ter maior interesse pela física e pela química. Nosso desafio é trazê-los para a ciência, pois hoje em dia é muito difícil encontrar alunos interessados na área”, confessou.

Os resultados já podem ser observados. Além dos bolsistas, mais cinco alunos do CBVZO estão envolvidos diretamente no projeto, de forma voluntária, e a intenção dos docentes é continuar a execução das ações nos anos seguintes.

 

Bruna Castelo Branco
Ascom/IFRR
24/10/2019

 

 

« Novembro 2019 »
month-11
Do Se Te Qu Qu Se Sa
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
  

 

inscreva_se aqui 2017_1