Nossa História...

O Governo Federal vem expandindo a Rede Federal de Educação Tecnológica por meio da criação de novos Câmpus. O IFRR foi contemplado com essa expansão, iniciando a construção do Câmpus Boa Vista Zona Oeste, por meio da autorização publicada no Diário Oficial da União – DOU nº 1.286, de 23 de outubro de 2012, permitindo assim o início do processo de implantação dessa nova Unidade de Ensino na Capital do Estado de Roraima. O maior desafio do Câmpus Boa Vista Zona Oeste - CBVZO é estabelecer as condições necessárias e suficientes para concepção, implantação e funcionamento do Câmpus, possibilitando ao IFRR meios para oportunizar à comunidade dessa região cursos de formação profissional e atividades de promoção da cidadania, de modo a combater as desigualdades sociais e contribuir para a inserção do trabalhador no processo produtivo e no contexto sociocultural. Assim, o IFRR, objetivando garantir o atendimento dos interesses da comunidade na qual está sendo implantado o Câmpus Boa Vista Zona Oeste, fazendo com que a comunidade identifique-se com a Instituição, efetivou parceria com o Governo do Estado de Roraima, por meio da Secretaria de Estado de Educação, para disponibilização de espaço sico para funcionalidade deste Câmpus na Escola Estadual Elza Breves de Carvalho, localizada na Rua CC 15, nº 204, Bairro Senador Hélio Campos, Boa Vista.

Nesse contexto, o IFRR vem atendendo às demandas do Governo Federal com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC, criado pela Lei nº 12.513, de 26 de outubro de 2011, que tem como finalidade ampliar a oferta de Educação Profissional e Tecnológica, por meio de programas, projetos e ações de assistência técnica e financeira. Em 2013, foram atendidos 96 alunos nos Cursos de Eletricista Predial de Baixa Tensão, Desenhista da Construção Civil e Recepcionista de Eventos (PRONATEC/Bolsa-Formação) e 105 alunos no PRONATEC/Mulheres Mil, nos cursos de Reciclador e Manipulador de Alimentos. As matrículas para estes cursos foram efetivadas junto ao Câmpus Boa Vista, pois tiveram o seu início em data anterior à Portaria de funcionamento do Câmpus Boa Vista Zona Oeste. Esta experiência proporcionou um efetivo conhecimento da demanda existente nesta área da Capital. Já em 2014.1, foram executados os seguintes cursos: Manicure e Pedicure e Reciclador (ambos PRONATEC/Mulheres Mil); Assistente de Vendas e Horticultor Orgânico (ambos PRONATEC/Bolsa-Formação). No município de Iracema, também foi ofertado, por meio do PRONATEC/ Mulheres Mil, o curso de Auxiliar de Cozinha. Além disso, o CBVZO iniciou o processo para a seleção de candidatos ao Curso de Especialização em PROEJA na Modalidade a Distância, ainda em 2013, por meio do Edital 01/2013. A demanda para este curso superou a expectava da oferta de 61 vagas para servidores, pessoas com deficiência e comunidade. Dessa forma, considerando as vagas remanescentes da primeira chamada e a ampliação de vagas, o CBVZO tornou pública a segunda convocação oficial do Processo Seletivo, referente ao Edital 01/2013, convocando mais 46 alunos para a referida modalidade, totalizando 107 alunos matriculados. Outra ação desenvolvida pelo CBVZO é o Projeto Eureka. Trata-se de um curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM realizado a distância. Podem participar do projeto pessoas que tenham concluído o Ensino Médio até dezembro de 2013 ou que estejam cursando o 2º ou 3º ano do ensino médio. Somente na Escola Estadual Elza Breves de Carvalho, sede provisória do CBVZO, existe uma demanda aproximada de 100 alunos, que cursam o 2º e 3º ano do ensino médio, sem considerar os egressos da comunidade, que normalmente não têm condição de pagar um cursinho para concorrer ao ENEM em igualdade de condições.

Diretores do CBVZO

Maria Aparecida Alves de Medeiros - Atual Gestora 

Nosso Estrutura Organizacional