Napne realiza manhã de lazer alusiva ao Dia Nacional do Surdo

por Virginia publicado 16/10/2019 14h15, última modificação 16/10/2019 14h25
O objetivo foi proporcionar uma manhã de lazer e confraternização à comunidade surda de Boa Vista.

No último sábado, 12, o Núcleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas do Campus Boa Vista (Napne/CBV) pôs em prática o projeto “Recreação, fortalecendo a inclusão”, destinado à comunidade surda e familiares. O objetivo foi proporcionar uma manhã de lazer e confraternização à comunidade surda de Boa Vista, alusiva ao Dia Nacional do Surdo, comemorado em 26 de setembro.

De acordo com a professora Anazita Lopes, coordenadora do projeto, além de proporcionar a inclusão da comunidade surda, o evento teve a finalidade de integrar os alunos dos cursos de Licenciatura em Educação Física, Licenciatura em Matemática, Licenciatura em Ciências Biológicas, Tecnologia em Gestão Hospitalar e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que têm como componente curricular a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

“A ideia principal foi propor essa integração dos acadêmicos com a comunidade surda, uma vez que a maioria não tinha tido esse contato, para que desmistificassem antigos estereótipos, por exemplo, dizer que são surdos-mudos, ou seja, para que aprendessem que são apenas surdos. A partir desse contato, eles puderam perceber que o surdo consegue emitir vários sons com entonação, falar várias palavras, se comunicar por meio do som e da fala. Então, além de promover esse momento alegre e descontraído com a família, propiciamos esse momento de formação para nossos acadêmicos, que será fundamental para o futuro profissional de cada um”, explicou a docente.  

A programação da manhã de lazer contou com atividades físicas diversas, começando com alongamento e aquecimento. Depois, os participantes entraram na dança.  As atividades ludo-físicas, como competição de colchonetes e centopeia com bola, animaram crianças, jovens e adultos. Teve também atividades esportivas, como futsal, tênis de quadra e queimada, e recreação na piscina. As crianças também foram contempladas com várias atividades recreativas. Além disso, a programação foi marcada por um lanche compartilhado e momentos de reflexões sobre a importância da valorização da Libras.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
16/10/19